Capa » Nossa História

Nossa História

O topônimo vem da existência da árvore Capitão-do-campo, nativa da região. O nome segundo os anciãos, foi dado pelo costumeiro ritual dos vaqueiros das fazendas de gados, assentarem-se para descansar na sobra da árvore que era ponto de encontro destes ao sair em busca do rebanho, haja vista a existência de uma grande lagoa d’agua na região baixa, onde atualmente é o centro comercial da cidade..

INÍCIO DA HISTÓRIA

Durante os anos 50 foram muitas as movimentações em favor da emancipação política de Capitão de Campos. E muitas pessoas militaram nessa causa durante anos. Eles se reuniram na Casa da Colina(ainda casa de dona Alemã). Entre eles estavam o comerciante Acilino Coelho de Resende, Sigefredo Pacheco(deputado), Engenheiro Francisco Araújo(segundo prefeito de Capitão de Campos) e seu irmão Clóves Araújo.

José Resende, nasceu em Piripiri em 31/03/1926 e faleceu quanto estava em tratamento de saúde em Teresina no dia 14/03/2002. Foi prefeito (o primeiro) de Capitão de Campos por 4 mandatos (01/04/1957 a 31/07/1958; 01/02/1959 a 31/01/1963; 01/02/1967 a 31/01/1971 e de 01/02/1977 a 31/01/1983). Era filho do comerciante Acelino Coelho de Resende (Piripiri?? /?? /???? + 17/05/1954). Acilino que juntamente com o Sr. Jovito de Sousa Barros deram o iniciamento político de estruturar a criação do município de Capitão de Campos, no entanto, Acilino faleceu antes de ver a ideia se realizar. Assim, a militância passou para o filho José Monte Resende (Zé Resende), essa militância também foi realizada por mais pessoas.

Fundado em 10 de março de 1957, é um município brasileiro do estado do Piauí. Localiza-se a uma latitude 04º27’24” sul e a uma longitude 41º56’33” oeste, estando a uma altitude de 130 metros. Sua população estimada em 2004 era de 9 972 habitantes. Possui uma área de 535,34 km². Bioma predominante Caatinga.

Capitão de Campos teve seu nascimento urbano a partir da fazenda de Jovito de Sousa Barros e seus descendentes, que doaram lotes para neles serem edificadas casas e em 1935 da movimentação comercial de Acelino Coelho de Resende. A nucleação urbana deu-se mais expressivamente com a construção da BR 222, posteriormente chamada BR 343. Elevado como município pela lei estadual número 1452, de 30 de Novembro de 1956, sendo que a instalação aconteceu em 10 de Março de 1957, o topônimo vem da existência da árvore Capitão-do-campo na região.

Na Casa da colina de Capitão de Campos, de acordo com a história local, nela que foram feitas as primeiras reuniões do processo político de emancipação do município de Capitão de Campos.

O município tinha uma linda Biblioteca Municipal, construída no fim dos anos 70 e extinta em 2005. Restou do acervo que foi repassado para uma biblioteca escolar. Em 2010 é recriada a biblioteca pública em parceria com o Ministério da cultura e com o SNBP Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas.

Lista de ex-prefeitos

  • José Monte Resende (4 mandatos)
  • Francisco das Chagas Araújo
  • Tadeu Gomes da Silva
  • Jaime Fernandes Lopes
  • Antonio Lisboa Eulálio Eugênio
  • Salvador Evangelista de Sousa
  • João Batista Filho – “João Brigida”
  • Marcos Carvalho de Alencar Filho
  • Gerardo José Carvalho lopes (01/01/1993 a 31/12/1996)
  • João Brígida (1 de janeiro de 1997 a 13 de janeiro de 1999 quando foi assassinado)
  • Paulo Andrade (11/01/1999 a 10/07/1999)
  • Interventor Pe. Raimundo Nonato de Oliveira (Padre Dodó, de 11/07/1999 a 11/12/1999)
  • Interventor Luis Modesto de Freitas (12/12/1999 a 31/12/2000)
  • Ediza Barros Cavalcante Batista (01/01/2001/ a 31/12/2004)
  • Raimundo Ferreira Santiago (01/01/2005 a 31/12/2008)
  • Moisés Augusto Leal Barbosa (2009 a 2012 e 2013 a 2016)

 Características geográficas e municípios limítrofes:

Cocal de Telha, Jatobá do Piauí, Milton Brandão, Pedro II, Piripiri, Boa Hora e Boqueirão do Piauí.

Distância até a capital: 135 km

Área: 538,681 km²

População: 10.956 hab.(IBGE/2010)

Prefeito atual: Francisco Medeiros (Tim Medeiros)PSB 40, eleito em 02 de outubro de 2016 com:

Turismos Natural: Parque Estadual Pedra do Letreiro, Cacheira do Saquerema, Sítios Arqueológicos.

Roteiro das Águas: 1º semestre do ano.

Roteiro das Pedras: 2º semestre do ano.

Turismo Religioso: Festejos de Sagrado Coração de Jesus(setembro), Festival Evangélico(Agosto)

Edição: Celso Oliveira(DRT:001956-PI)

REFERÊNCIA:
Leia mais em: http://blog.clickgratis.com.br/capitaodecampos/#ixzz3nNyAiQmJ

Leia mais em: http://blog.clickgratis.com.br/capitaodecampos/#ixzz3nNxsLBsc